Gladir Cabral e a MPB Cristã de qualidade em Casa Grande.

Por Leônidas Almeida



Ao ouvir esta música, me veio os finais dos anos 70, ainda em pleno regime militar que ao ler os livros do educador Paulo Freire, resolvi abrir um “circulo de cultura” no prédio onde morava.
Naquela época as coisas eram feitas às escondidas, não tinham as redes sociais, mas tudo contagiava rapidamente de boca em boca, um vírus bendito da consciência livre contra dominação e alienação.  
Lembro que eu e um amigo, Leandro Magno, inspirados por um tipo de revolta interior coletiva contra o regime, escrevemos nossas primeiras canções de protesto, uma delas chegamos a apresentar no FICO, bons tempos!!!
O EU HOMEM
Tá difícil, Tá danado, Tá errado, Tá enterrado
Jogado fora, Posto no lixo, O Eu homem
Não vive mais, Apenas sobrevive, Numa sociedade radical,
Mas que coisa estranha, mas que façanha de um ser anormal.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A DINÂMICA DA FÉ

CUIDADO A INVEJA DESTROI RELAÇÕES

Os sinais da frustração e da neurose.