Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2011

Feliz Ano Novo, apesar do Ano Velho.

Imagem
Por Leônidas Almeida





Finalmente passou mais um ano. O que me deixa mais apreensivo não é o fato do ano que se inicia, mas os fatos que aconteceram. Principalmente aqueles que desejaríamos que estivessem ocorridos, porém não ocorreram conforme esperávamos. Dá um gosto de derrota, ficamos a pensar se realmente devemos recolocá-los como meta para o próximo ano. São escolhas pessoais difíceis de solução, pois para cada pessoa em particular demanda um significado. Em geral caso esta meta ou objetivo ainda seja bastante importante para você, então deve continuar sonhando com ela, se durante o ano você percebeu que ela perdeu grau de importância deve questionar se vale à pena despender tanta energia, com metas que em si mesmas são meras vaidades pessoais, enfim, apenas estatísticas a nosso favor.

Então como tomar uma decisão correta? Como saber se nossos planos estão nos propósitos Divinos? Como devo proceder em relação ao ano que se inicia, sobre determinados assuntos, decisões e metas? A r…

Por onde anda o amor?

Imagem
Por Joel Boa Sorte


Éfeso era um dos centros urbanos do Império Romano. Era uma cidade cosmopolita de ricos e pobres, cultos e ignorantes, um centro de falsos cultos e superstições. O templo de Diana, uma das sete maravilhas do mundo, localizava-se ali. Esse santuário funcionava como o banco da Ásia, uma galeria de arte e um refúgio para criminosos; muito da riqueza da cidade derivava da produção e venda de imagens da deusa. A carta inicia com uma observação positiva: “Eu sei as tuas obras, e o teu trabalho, e a tua paciência, e que não podes sofrer os maus; e puseste à prova os que dizem ser apóstolos e o não são e tu os achaste mentirosos; e sofreste e tens paciência; e trabalhaste pelo meu nome e não te cansaste” (Ap 2.2,3). Quando Paulo fez de Éfeso um centro de evangelismo durante os três anos que ali esteve, a igreja floresceu visivelmente. Depois da libertação de Paulo da prisão, ele provavelmente visitou a cidade outra vez e estabeleceu Timóteo como pastor. João deve ter sucedido T…

Tempo de Poesia: Pie Jesu

Imagem
Por Leônidas Almeida
Pie Jesu (Tradução)
Piedoso Jesus, piedoso Jesus,
piedoso Jesus, piedoso Jesus
Que tirais o pecado do mundo
Dá-lhes a paz, dá-lhes a paz

Piedoso Jesus, piedoso Jesus,
piedoso Jesus, piedoso Jesus
Que tirais o pecado do mundo
Dá-lhes a paz, dá-lhes a paz

Cordeiro de Deus, Cordeiro de Deus,
Cordeiro de Deus

Que tirais o pecado do mundo
Dá-lhes a paz, dá-lhes a paz

Dá-lhes a paz
Eterna

Dá-lhes a paz
Eterna
Paz
Eterna
Sissel - Pie Jesu

Que a gloriosa Paz revelada pelo filho de Deus, Jesus, seja seu maior presente neste Natal. Este são nossos sinceros votos. Um FELIZ NATAL!!!






Compras de Natal

Imagem
Por Leônidas Almeida
A cidade deseja ser diferente, escapar às suas fatalidades. Enche-se de brilhos e cores; sinos que não tocam, balões que não sobem, anjos e santos que não se movem, estrelas que jamais estiveram no céu.

As lojas querem ser diferentes, fugir à realidade do ano inteiro: enfeitam-se com fitas e flores, neve de algodão de vidro, fios de ouro e prata, cetins, luzes, todas as coisas que possam representar beleza e excelência.

Tudo isso para celebrar um Meninozinho envolto em pobres panos, deitado numas palhas, há cerca de dois mil anos, num abrigo de animais, em Belém.

Todos vamos comprar presentes para os amigos e parentes, grandes e pequenos, e gastaremos, nessa dedicação sublime, até o último centavo, o que hoje em dia quer dizer a última nota de cem cruzeiros, pois, na loucura do regozijo unânime, nem um prendedor de roupa na corda pode custar menos do que isso.

Grandes e pequenos, parentes e amigos são todos de gosto bizarro e extremamente suscetíveis. T…

O Natal de Pastores e Magos retomando seus significados

Imagem
Por Teol. Leo Almeida
Uma cena que salta aos olhos na leitura dos evangelhos sobre o nascimento de Jesus é o fato de que, logo após Maria ter dado a luz, provavelmente numa circunstância de emergência, prontamente José, seu esposo, saiu com ela apressadamente a procurar ajuda e deixa-la num local mais apropriado para o nascimento da criança. Neste percurso nasceu Jesus. José embora pertença à linhagem do famoso Rei Davi, motivo pelo qual se encontrava na região da Judéia, para cumprimento de um alistamento decretado por César, porém não conseguiu uma acomodação adequada para que sua mulher estivesse um parto mais confortavel e seguro. Assim o Natal de Jesus denuncia uma sociedade não solidária com o próximo, aqui e ali vemos este tipo de notícia nos dias de hoje, a falta de atendimento médico-hospitalar adequado para crianças e mães que não dispõem de recursos. Não havia lugar para o filho de Deus naquela localidade e por isso o menino ainda envolto em panos permaneceu numa manjedoura,…

Tempo de Poesia: NINGUÉM ANDA COM DEUS...

Imagem
Por Leônidas Almeida

Ninguém anda com Deus mais do que eu ando, Ninguém segue os seus passos como sigo. Não bendigo a ninguém, e nem maldigo: Tudo é morto num peito miserando. Vejo o sol, vejo a lua e todo o bando Das estrelas no olímpico jazigo. A misteriosa mão de Deus o trigo Que ela plantou aos poucos vai ceifando. E vão-se as horas em completa calma. Um dia (já vem longe ou já vem perto?) Tudo que sofro e que sofri se acalma. Ah se chegasse em breve o dia incerto! Far-se-á luz dentro em mim, pois a minh’alma Será trigo de Deus no céu aberto...
Autor: Alphonsus de Guimaraens

Deus ainda não terminou a obra em sua vida

Imagem
Por Joel Boa Sorte





Por que Moisés? Ou, mais especificamente, por que Moisés de oitenta anos de idade? A versão de quarenta anos era mais atraente. O Moisés que vimos no Egito era impetuoso e confiante. Mas o Moisés que encontramos quatro décadas depois é relutante e um homem castigado pelo tempo. Se você ou eu tivéssemos olhado para Moisés no passado, no Egito, teríamos dito: “Este homem está pronto para a batalha”. Educado no mais excelente sistema do mundo. Treinado pelos soldados mais habilidosos. Com acesso irrestrito ao círculo íntimo do Faraó. Moisés falava a língua deles e conhecia os seus hábitos. Ele era o homem perfeito para o trabalho. Moisés aos quarenta anos, nós gostamos. Mas Moisés aos oitenta? De maneira alguma. Velho demais. Cansado demais. Cheirando como um pastor de ovelhas, cuja fala nada mais é que a de um estrangeiro. Que impacto ele teria sobre Faraó? Ele é o homem errado para o trabalho. E Moisés teria concordado. “Já tentei isso antes, uma vez”, ele diria. “Aquelas…

Preocupado? Você não precisa ficar assim

Imagem
Por Joel Boa Sorte


Olhe a sua volta. Você talvez deva ter lá seus motivos para estar um pouco ou muito preocupado. A poluição na água, no ar e no solo é cada vez maior. O sol emite raios que podem provocar doenças. As saídas de ar sopram fungos que prejudicam os pulmões. Os pães ou batatas fritas têm carboidratos demais. Vegetais com excesso de toxinas. E o tempo que paulatinamente envelhece e modifica a silhueta do corpo. Quando tudo está bem já se começa perceber os receios. A cirene da alma parece dá o alerta. Um pouco mais e as pessoas parecem viver sob o estigma do medo e da ansiedade. Elas dormem preocupadas e acordam preocupadas. Suas vidas giram em torno de pensamentos cinza e o encanto pela vida parece distante como algo dificílimo e impossível de ser alcançado. Você gostaria de parar de se preocupar? Gostaria de passar dias tranqüilos e sossegados? Lembre-se de que a vida é uma só e curta demais para tanto desgaste e sofrimento. Tudo é tão rápido em você e o seu dia fica totalm…

Crises Afetivas II: Superação das crises por meio da tridimensionalidade do amor.

Imagem
Por Leônidas Almeida




Neste texto farei uma correlação entre a parábola das sementes (Mc 4.1-20) com o desenvolvimento da vida afetiva de um casal.
A primeira cena ocorre quando o semeador lança a semente à beira do caminho, porém as forças espirituais contrárias retiram o desenvolvimento da semente no solo do coração e por isso a planta não se desenvolve. Muitos casais iniciam o relacionamento com júbilos de alegria, mas com o passar do tempo e com surgimento dos problemas decorrentes da vida a dois, sugam suas energias, suas rotinas se tornam vazias e sem encanto, parece haver um tipo de amnésia das experiências passadas, os “pássaros” surgem e lhe roubam os seus significados mais importantes, sua história de amor, as confidências, e como fuga de si mesmos não acreditam mais na possibilidade de caminharem juntos. Esta semente descuidada a beira do caminho, sem local ideal para germinação, poderá ocorrer quando pessoas entram no relacionamento com pensamentos obsessivos de históricos af…