Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2012

Os sinais da frustração e da neurose.

Imagem
Por Leônidas Almeida

Impacientar-se, segundo o Aurélio, é tornar-se impaciente, irritar-se, aborrecer-se, enfadar-se. Impaciência é pressa, sofreguidão, irritação e o impaciente é o desesperado ou inconformado. A vida moderna tem trazido à sociedade muito conforto, vantagens e facilidades para a vida humana. Todavia, elevou o nível de aspirações a um ponto tão alto que a luta para atingi-las passou a ser sobrecarga muito pesada, estafante, estressante e sufocante. É a correria em busca do ter que sacrifica a qualidade e tranquilidade do ser!
O homem tornou-se um ser em constante conflito consigo mesmo, com a sociedade, até mesmo, com a sua profissão, seu emprego, seus desejos e padrões de vida. Por ser limitado, não consegue satisfazer todos os seus desejos, embora pense que tudo pode. Seus alvos estão sempre se deslocando para ponto inatingíveis. O resultado é constante frustração.
Frustração é uma reação de natureza emocional surgida diante de um obstáculo qualquer. A resposta que se …

Informativo do Grupo Caminho da Paz

Imagem
Atenção leitores, amigos e colaboradores.


Tendo em vista que o blog sofreu uma invasão de hackers ou de pessoas inescrupulosas sem o temor do Senhor, chegando até mesmo colocar figuras obscenas em algumas das nossas mensagens. Assim tivemos que reconfigurar nosso sistema de segurança. Deste modo todas postagens que foram realizadas por convidados foram automaticamente excluídas, ficando apenas as postagens dos Teólogos Leônidas Almeida e Joel Boa Sorte, idealizadores e criadores do blog. Quando o inimigo está furioso é porque estamos no caminho certo, ou seja, o caminho da paz em Cristo. "Ainda antes que houvesse dia, eu sou; e ninguém há que possa fazer escapar das minhas mãos; agindo eu, quem o impedirá?"Is 43.13

Reafirmamos nosso compromisso com Deus e com sua palavra revelada nas Escrituras, com o evangelho integral, que envolve todas dimensões do ser humano, em relação a sua espiritualidade, ética pessoal, social, política e nas  relações com as comunidades de fé.Assim nã…

Pela lei ou pelo amor?

Imagem
Por Joel Boa Sorte



       Os israelitas aprenderam a respeito de sua fraqueza quando receberam os Dez Mandamentos. A princípio, eles acharam que seria bom saber exatamente o que fazer para deixar Deus feliz. Tudo que precisavam fazer era obedecer às regras, guardar as leis do Senhor. Todavia, logo descobriram que conseguiam obedecer a algumas leis, porém não todas.
Eles conseguiam não matar, mas não conseguiam não cobiçar as coisas alheias. Era possível não cometerem adultério, mas muito difícil abandonar a luxúria.
Deus sabia desde o início que os israelitas não conseguiriam cumprir os mandamentos sem Sua ajuda. Deus sabia que eles falhariam. O propósito da lei era mostrar aos israelitas que eles precisavam de um Salvador. Eles nunca se tornariam bons o suficiente pelo o padrão divino. Deus exige perfeição. A lei do Antigo Testamento tinha o objetivo de demonstrar ao ser humano sua total inabilidade para ser perfeito.
Ainda hoje temos um desejo imenso por leis e leis. Compreendemos que D…

Fraco na desgraça

Imagem
Por Leônidas Almeida


É preciso aprender a invocar o Senhor e não ficar por aí recolhido, sentado ou deitado em algum banco, andar cabisbaixo e cambaleante, torturando e consumindo-te com teus pensamentos, preocupado e pensando em encontrar alguma saída, lamentando tão-somente tua má sorte, o quanto sofres, o quanto és miserável.
Pelo contrário, vamos lá, seu preguiçoso, cai de joelhos, ergue as mãos e os olhos ao céu, ore um salmo ou um Pai-Nosso e apresenta teus problemas a Deus com lágrimas, lamenta, invoca.
Orar, expor os problemas e erguer as mãos são os mais agradáveis sacrifícios para Deus. Ele quer que exponhas diante dele tua preocupação e que não a guardes para ti, te debatas com ela, te amargures ou martirizes. Com isso transformas uma desgraça em duas, em dez, em cem!
Ele deseja que sejas fraco demais para suportar e vencer essa preocupação, a fim de aprendas a tornar-te forte nele e ele seja glorificado em por seu poder.
Assim surgem pessoas que se chamam cristãs. Os demais são…

Uma vida à prova das adversidades

Imagem
Por Joel Boa Sorte


Pois será como a árvore plantada junto às correntes de águas... (Salmos 1.3). Coisas extravagantes aguçam nossa curiosidade e é natural querer saber dos detalhes. Assim é a impressionante trajetória das sequoias que podem durar anos, aliás, bem mais do que isso, durar séculos. No Colorado (EUA) ainda se pode achar esses gigantes em formato de pinheiros que facilmente chegam a 100 metros de altura e embora sendo atingidos por relâmpagos, ameaçados por incêndios, lacerados por vespas e castigados por inúmeras tempestades de neves – eles continuam lá – firmes e imbatíveis. Nem os longos anos de seca conseguem vencer esses monstros sagrados. Essa árvore possui definitivamente o espírito da resiliência dentro de si, pois, mesmo passando por inúmeros incêndios consegue sobreviver, porque a sua casca é muito resistente. Quando somos provados pelas calamidades, em regra nos encontramos fragilizados. Nesses momentos de amarguras costumamos perguntar: Por que isso agora? Por que …

tai gostei desta palavra: "Deus está atras de Amigos"

Imagem
Por Leonidas Almeida

Tai gostei desta palavra ministrada por Nivea Soares, para os criticos que acham que este pessoal do louvor e adoração não tem nada pra dizer, que são alienados e não possuem consciência profetica do mundo em que vivemos; que a experiência do Espirito aliena; fala Deus pela tua serva.

A ilusão das obras e a salvação

Imagem
Por Leônidas Almeida


Muitos me dirão naquele dia:Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? Em teu nome não expulsamos demônios e não realizamos muitos milagres? Então eu lhes direi claramente: ‘Nunca os conheci. Afastem-se de mim vocês, que praticam o mal! ’Mt 7.22-23
Este é um texto bastante difícil de absorvê-lo, pois vivemos numa sociedade dos resultados, da maximização do lucro, que cultua o exterior, do sensacionalismo e do show. Enfim não basta apenas ser precisamosaparecer, custa o que custar, veja os gastos dos governos e das organizações com a publicidade. Quanto mais criarmos formulas de exibicionismos, mesmo que em nome de Jesus, realizando obras e eventos grandiosos, pois certamente visamos algum tipo de reconhecimento público. Neste contexto, esta advertência de Jesus, soa como um balde de água fria em relação aqueles que fazem a escolha pelo show, no entantoo texto chega a repreender duramente a todos que trilham por este caminho.
O próprio Jesus sempre optou pela …