Preocupado? Você não precisa ficar assim

Por Joel Boa Sorte


 
Olhe a sua volta. Você talvez deva ter lá seus motivos para estar um pouco ou muito preocupado. A poluição na água, no ar e no solo é cada vez maior. O sol emite raios que podem provocar doenças. As saídas de ar sopram fungos que prejudicam os pulmões. Os pães ou batatas fritas têm carboidratos demais. Vegetais com excesso de toxinas. E o tempo que paulatinamente envelhece e modifica a silhueta do corpo.
Quando tudo está bem já se começa perceber os receios. A cirene da alma parece dá o alerta. Um pouco mais e as pessoas parecem viver sob o estigma do medo e da ansiedade. Elas dormem preocupadas e acordam preocupadas. Suas vidas giram em torno de pensamentos cinza e o encanto pela vida parece distante como algo dificílimo e impossível de ser alcançado.
Você gostaria de parar de se preocupar? Gostaria de passar dias tranqüilos e sossegados?  Lembre-se de que a vida é uma só e curta demais para tanto desgaste e sofrimento.
Tudo é tão rápido em você e o seu dia fica totalmente cheio das muitas atividades. Mas olhe à sua volta novamente e sinta o que Deus tem preparado para sua vida:
“A sutileza belíssima e indescritível do canto das araras e tangarás a beira do lago. A beleza ímpar do azul turquesa dos mares que embalam as lindas praias trazendo aos olhos de quem vê a verdadeira nitidez da presença maravilhosa de Deus. O orvalho e a brisa fresca que amenizam e refrescam o calor exaustivo da relva. As luzes prata e azuis que cintilam das estrelas sobre a noite calma e serena do campo. A água fria que mata a sede de quem na rua passa e toca à nossa porta com um sentimento de sede algoz. E também do som deslumbrante da chuva que cai à noite sobre o telhado enquanto dormimos trazendo vida às arvores e flores do jardim”.
Meu Deus quanta coisa viva, admirável e exuberante aos nossos olhos e ouvidos!
Deus lhe oferece exatamente isso: uma vida livre da ansiedade. Ele criou um abrigo para o seu coração. “E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus” (Fp 4.7).
Despertou seu interesse? Então dê uma olhada:
“Não estejais inquietos por coisa alguma; antes, as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus, pela oração e súplicas, com ações de graça”. (Fp 4.6).
A preocupação não muda nada. Você não acrescenta um dia à sua vida ou um pouco de vida ao seu dia ficando preocupado. Sua ansiedade só lhe causa mal-estar, nada mais.
A preocupação denuncia uma fé frágil. Não duvidamos de Deus de modo intencional, mas, quando nos preocupamos, não o fazemos essencialmente? Não nos surpreende o fato de o apóstolo nos alertar: “Não estejais inquietos por coisa alguma” (Fl 4.6).
Mas como podemos parar de agir assim? Paulo oferece uma resposta de dois lados: a parte de Deus e a nossa parte. A nossa parte inclui oração e gratidão. Deseja preocupar-se menos? Então ore mais. Em vez de olhar adiante com medo, olhe para cima com fé. Tiago declarou: “Está alguém entre vós aflito? Ore” (Tg 5.13).
Em vez de preocupar-se com algo, ore. Por tudo? Trocas de fraldas e datas? Reuniões de negócio e chuveiros com defeito? Adiantamentos e prognósticos? Ore por todas as coisas. ...e as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus” (Fp 4.6).
Nosso Deus nos faz um pedido: “Fiquem perto de mim. Conversem comigo. Orem a mim. Respirem em mim e desabafem suas preocupações” A preocupação diminui à medida que olhamos para cima. Deus sabe o que pode acontecer nesta jornada.
Ore por tudo.
E não deixe de lado o ingrediente da gratidão. “As vossas orações sejam em tudo conhecidas diante de Deus, pela oração e súplicas, com ação de graças.”
Digamos que uma tensão surja em seu caminho. Seu médico decide que você precisa de uma cirurgia. Ele detectou algo anormal e acha melhor removê-lo. Obviamente você vai seguir as orientações do seu médico, no entanto tem algo mais a fazer: Ore e agradeça a Deus por mais um dia, uma semana, um ano de vida! Orações confiantes prenunciam a paz de Deus. Não uma paz aleatória, nebulosa, terrena, mas a paz dele. Importada do céu. A mesma tranqüilidade que marca a sala do trono, Deus oferece a você.
Você acha que Deus luta com a ansiedade? É claro que não. Para Deus, um problema não é um desafio. Deus possui a perfeita paz porque possui o perfeito poder.
O refúgio de Deus permanece. Precisamos apenas nos abrigar nele. Você está confuso? Lancem sobre ele toda a sua ansiedade, porque ele tem cuidado de vocês. (1 Pe 5.7).
Preocupar-se é uma alternativa, não uma obrigação. Deus pode levá-lo a um mundo livre de preocupações. Faça agora uma oração. Concentre-se menos nos problemas a sua frente e mais nas vitórias por trás deles. Faça a sua parte, e Deus fará a dele. Ele guardará o seu coração com a Sua paz... uma paz que ultrapassa o entendimento.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A DINÂMICA DA FÉ

Os sinais da frustração e da neurose.

CUIDADO A INVEJA DESTROI RELAÇÕES