Aprendendo a Discernir

Por Joel Boa Sorte

As pessoas são naturalmente confrontadas a tomar decisões todos os dias de suas vidas. Ninguém está imune aos acontecimentos e responsabilidades do dia a dia e por isso, não escapamos das escolhas que a vida nos apresenta diariamente.
As decisões em sua maioria são simples, outras, contudo, exigem de nós um esforço maior, uma dose extra de concentração e bom senso, pois dependendo do resultado somos marcados por algum tempo ou talvez pelo o resto de nossas vidas.
A Palavra de Deus nos orienta a vivermos cada dia completamente, e não a vivermos no passado ou no futuro. Por outro lado, Deus não quer que passemos de olhos fechados para o dia seguinte, mas espera que tenhamos percepção e planejamento.
É essencial que tenhamos o discernimento entre o bem e o mal, entre a realidade e a ilusão.
Algumas oportunidades que surgem em nosso caminho parecem ser reais, válidas e maravilhosas; no entanto, somente depois descobrimos termos sidos iludidos. Precisamos ser capazes de discernir o que é realmente verdade.
Peça ao Espírito Santo diariamente que lhe mostre para onde olhar, aonde ir e aonde não ir, com quem ter comunhão e com quem não ter comunhão. Peça ao Senhor em suas orações para lhe mostrar quem está somente tentando usá-lo para seus próprios interesses.
Peça por Deus que lhe revele quem está pregando a verdade e quem está pregando algo que parece ser bom, mas não é a verdade.
Ninguém pode viver sem a ajuda do Espírito Santo, pois é Ele que nos concede um espírito discernente.
Ore: “Senhor, inspira-me quando me fizerem uma pergunta ou fala comigo, a fim de que eu possa responder aquilo que Tu queres que eu diga. Ajuda-me a ver com os Teus olhos e a ouvir com os Teus ouvidos. Fala ao meu coração.”

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A DINÂMICA DA FÉ

CUIDADO A INVEJA DESTROI RELAÇÕES

Os sinais da frustração e da neurose.