Bartimeu, um homem que desejou ser curado.


 Por Leônidas Almeida           

Bartimeu, como muitas pessoas após sofrer algum problema de saúde, uma perda, uma crise, não conseguiu superar esta experiência traumática. Em decorrência da cegueira física, saiu de sua casa, de sua cidade natal, Jericó, desistiu de si mesmo, foi para estrada, deixou seus familiares, pois o texto cita o nome do pai, chamado de Timeu, ou quem sabe foi esquecido por estes e passou a pedir esmolas, esta adversidade levou Bartimeu a fugir de si mesmo, fugir da vida. Bartimeu saiu para uma forma de isolamento existencial, vive solitário sentado à beira do caminho, talvez Bartimeu chorava ao lembrar quem deixou para traz, sua cegueira física evoluiu para um processo de cegueira espiritual, cegueira psíquica, tristeza da alma, depressão. Certa vez, conheci um tipo de Bartimeu aqui em Brasília, era médico, me contou que após uma cirurgia que fez em determinada pessoa, sendo que esta veio a falecer, não conseguiu mais exercer a medicina, saiu de casa, de sua cidade, abandonou a todos, desistiu da vida e passou a ser morador de rua, refém de uma culpa que aprisionava sua alma. Quantos Bartimeus andam por ai?

Provavelmente Bartimeu já tinha ouvido falar de Jesus a beira do caminho, este sentido agora estava muito aguçado dentro de si, quem sabe ouvia falar de Jesus à distância, rapidamente através das pessoas que passavam pela estrada em conversa dizendo: Olha tem um novo profeta, este ai é diferente, ele não fica restrito aos templos, ele não sai por ai em carros de luxo, visita as pessoas mais humildes, é bastante popular, anda com pescadores, por onde ele passa ocorre coisas incríveis, coxos andam, mortos ressuscitam, até leprosos são curados, quem sabe um dia pode passar também por aqui. Bartimeu então, em meio à descrença e a crise, de tanto ouvir falar deste tal Jesus, passa então a colocar sua esperança nele, pensa consigo mesmo: qualquer hora destas ele vai passar por aqui, vai me curar, vou refazer minha vida, vou voltar para minha casa, meu lar, minha família, preciso me encontrar novamente, preciso me restabelecer, preciso ter um novo sentido em minha vida, a partir de agora vivo na esperança de me encontrar com este Jesus.

Talvez você, assim como Bartimeu também tem ouvido falar de Jesus, o que ele poderia fazer por você? Será que ele continua vivo nos dias de hoje? Será que ele também pode mudar o rumo da minha vida? Abra então o seu coração para Jesus, conte sua dor, conte sua história, compartilhe sobre suas desesperanças, isto é uma experiência de fé, isto poderá desencadear uma semente de fé em seu coração e passar ser uma realidade na sua vida. Enquanto você alimenta esta esperança no seu coração, fale com Jesus, certamente ele terá um encontro marcado com você.

Bartimeu ouviu alguém dizer que JESUS de Nazaré estava passando por ali. Ai meu Deus é hoje! Hoje é o dia da minha cura, hoje é o dia esperado, hoje é o dia da minha bênção. Jesus esta passando, não vou perder esta oportunidade, os amigos de Bartimeu lhe dizia: Mais que nada, quem você pensa que é? Um pobre maltrapilho a beira do caminho, Jesus de Nazaré não esta nem ai para você, sua agenda está lotada, você acha que ele terá tempo para lhe dar alguma audiência e ouvir sua queixa, você tem dinheiro para ser curado? Além do mais não se engane com Jesus, este é mais um daqueles enganadores da fé, que alimenta a esperança dos desesperados, ele não teria poder para te curar, caso você consiga ouvi-lo, não terá como se aproximar dele em meio a esta multidão. Você tem como pagar alguém para te deixar próximo a Jesus? Bartimeu retruca consigo mesmo, não quero nem saber, hoje é o dia da oportunidade, não vou deixar passar, hoje é o dia que irei me aproximar dele, custe o que custar, este pessoal não vai me impedir, ninguém vai me impedir, nem o inferno tem este poder, vou gritar, vou falar bem alto: Jesus filho de Davi tenha pena de mim, ele vai me ouvir, posso ser cego, mas tenho uma boa voz, vou concentrar toda minha força neste grito: Jesus filho de Davi tenha pena de mim.

Enquanto isso, as pessoas o repreendiam dizendo: Cale a boca, respeite o profeta, fale baixo, ele nunca vai te ouvir, tem muita gente aqui, ele não tem como dar atenção a você no meio deste povo, mas Bartimeu, contra todas as impossibilidades que surgia, gritava ainda mais alto: Filho de Davi tenha pena de mim! Bartimeu dizia consigo mesmo: vou perseverar, ninguém ira me impedir de ter este encontro com Jesus. Como Bartimeu muitas vezes gosto de falar comigo mesmo, principalmente quando sou atacado por palavras desanimadoras, desmotivadoras, destruidoras, não me deixo levar por isso e sempre falo comigo mesmo, não me envergonho disto.

Então Jesus parou e disse: Chamem o cego. Eles chamaram e lhe disseram: Coragem! Levante-se porque ele está chamando você! Bartimeu retruca: Coragem? Você agora esta me chamando de fraco? Estou aguardando isto há quanto tempo. Bartimeu não titubeou, jogou sua velha capa ao chão, a capa era tudo que ainda lhe restava da vida, pois tinha perdido tudo, sua dignidade, a capa era seu abrigo da estrada, a capa lhe protegia da chuva e do sol, a capa lhe fazia companhia durante a noite, a capa era há muito tempo sua única companheira, mas algo novo podia acontecer, tomou coragem, hoje é tudo ou nada, jogou a sua capa para um lado, levantou-se depressa e foi até o lugar onde Jesus estava, cada passo era significativo, cada passo lhe aproximava da esperança de uma nova vida, cada passo era sua caminhada de fé de vitória em vitória, cada passo era seu encontro com o médico dos médicos, cada passo estava mais perto de sua salvação, cada passo lhe aproximava mais e mais de Jesus.

 Durante aquela caminhada passou a entender melhor sua luta, seu sofrimento, sua cegueira, agora tudo fazia mais sentido, lembrava-se dos velhos tempos em que estava em casa, das refeições familiares, porém não conhecia este Jesus, tinha muitos bens, mas nada foi suficiente para lhe dar suporte no momento da adversidade. A cegueira foi lhe destruindo por fora e depois começou a lhe destruir por dentro, não tinha mais motivação para viver, desistiu de tudo, mas agora tudo pode mudar, estava mais próximo de Jesus, nele posso confiar, nele posso ter esperança de uma nova vida.

Ao se encontrar com Jesus, ele fica surpreso com a intrigante pergunta de Jesus: O que é que você quer que eu faça? Será que o profeta não percebeu que sou cego? Será que este Jesus está me provando em alguma coisa? Será que ele pensa que não tenho certeza da realidade do que ele pode fazer por mim? Será que ele pensa que estou aqui para lhe pedir mais uma esmola? Quero mudança de vida, quero recuperar o que perdi, eu quero ver de novo Jesus, quero minha família, minha esposa, meus filhos, minha casa, estou com saudade do meu velho pai que me espera, sei que tu és poderoso, para ti não vou pedir esmola, pois sei que tu podes restaurar minha vida.

Jesus vendo a fé daquele homem e seu real desejo por uma nova vida lhe diz: "—Vá; você está curado porque teve fé! —afirmou Jesus. No mesmo instante, Bartimeu começou a ver de novo, a tua fé te salvou Bartimeu, a tua fé te trouxe até aqui, a tua fé te libertou, a tua fé te trouxe até mim e por isso você esta curado. Naquele momento, algo estranho ocorre com Bartimeu, não foi somente a visão que foi restaurada, ele poderia sair dali imediatamente e ir correndo para sua casa, para seus familiares, mais agora ele desejava mais, não se trata somente de uma cura, pensava Bartimeu: eu vi o filho de Davi, vi o filho de Deus, fui tocado pelo cordeiro de Deus, fui liberto da minha cegueira espiritual, da minha angústia da alma, da minha falta de sentido, não vou mais ficar sozinho, Cristo habita no meu coração, então Bartimeu de forma consciente passou a enxergar coisas que nunca vira antes, sua vida passou ter sentido, via a luz que ilumina todo homem e então passou a seguir a Jesus pelo caminho, agora um caminho da paz.  

Adaptação ao texto do evangelho de Marcos (Mc 10.46-52) NTLH.
Uma linda canção, "O Nome de Jesus", que fala a respeito do poder deste Jesus de Nazaré.
Interpretes: Adhemar de Campos e Soraya Moraes

A cura do cego Bartimeu 
                Jesus e os discípulos chegaram à cidade de Jericó. Quando ele estava saindo da cidade, com os discípulos e uma grande multidão, encontrou um cego chamado Bartimeu, filho de Timeu. O cego estava sentado na beira do caminho, pedindo esmola.
 Quando ouviu alguém dizer que era Jesus de Nazaré que estava passando, o cego começou a gritar: —Jesus, Filho de Davi, tenha pena de mim! Muitas pessoas o repreenderam e mandaram que ele calasse a boca, mas ele gritava ainda mais: —Filho de Davi, tenha pena de mim!
 Então Jesus parou e disse: —Chamem o cego. Eles chamaram e lhe disseram: —Coragem! Levante-se porque ele está chamando você! Então Bartimeu jogou a sua capa para um lado, levantou-se depressa e foi até o lugar onde Jesus estava.
O que é que você quer que eu faça? —perguntou Jesus. —Mestre, eu quero ver de novo! —respondeu ele. "—Vá; você está curado porque teve fé! —afirmou Jesus. No mesmo instante, Bartimeu começou a ver de novo e foi seguindo Jesus pelo caminho."
(Mc 10.46-52) NTLH.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A DINÂMICA DA FÉ

CUIDADO A INVEJA DESTROI RELAÇÕES

Os sinais da frustração e da neurose.