Descanso nas Montanhas Deleitáveis


Por Joel Boa Sorte





         Prosseguiram andando até chegaram às Montanhas Deleitáveis. Subiram essas montanhas para contemplar os jardins, os pomares, os vinhedos e as fontes das águas, onde beberam, lavaram-se e comeram livremente o fruto dos vinhedos. No topo daquelas montanhas, havia pastores alimentando seus rebanhos, junto ao caminho. Os peregrinos, portanto, foram ao seu encontro e, apoiados sobre seus bordões (como de costume fazem os peregrinos cansados, quando param para conversar com alguém pelo caminho), perguntaram: De quem são essas Montanhas Deleitáveis e as ovelhas que aqui se alimentam?

Pastor: Essas montanhas pertencem ao país de Emanuel e daqui se avista a cidade dEle. As ovelhas também Lhe pertencem; Ele deu sua vida por elas.

Cristão: Como é o caminho para a cidade celestial?

Pastor: Você está nele.

Cristão: A que distância fica?

Pastor: Longe demais para qualquer pessoa, exceto para aqueles que realmente chegarão lá.

Cristão: O caminho é seguro ou perigoso?

Pastor: Seguro para aqueles a quem ele deve ser seguro, mas os transgressores cairão nele.

Cristão: Existe nesse lugar algum alento, para peregrinos que estão cansados e abatidos no caminho?

Pastor: O Senhor dessas montanhas nos encarregou de não negligenciar o dever de receber bem os estranhos; portanto, o bem deste lugar está às suas ordens.

         Vi também em meu sonho que, ao perceberem os pastores que os dois peregrinos eram homens viajados, também lhes fizeram perguntas (as quais eles responderam como em outras ocasiões), tais como: De onde vieram? Como entraram no caminho? Por que meios vocês têm perseverado? Visto que poucos daqueles que iniciam a viagem chegam a mostrar sua face nessas montanhas. Mas, quando os pastores ouviram suas respostas, satisfeitos com elas, olharam-nos com muito amor e disseram: Sejam bem-vindos às Montanhas Deleitáveis.

         Os pastores, cujos nomes eram Conhecimento, Experiência, Vigilância e Sinceridade, conduziram-nos pela mão, fizeram-nos entrar em suas tendas e partilhar aquilo que tinham ali. Além disso, disseram: Gostaríamos que vocês ficassem aqui um pouco, para que nos conheçam e, mais ainda, se confortem com o bem dessas Montanhas Deleitáveis. Os dois lhes responderam que ficariam contentes em se demorar ali; acomodaram-se em repouso naquela noite, porque estava muito tarde.

         Então, vi em meu sonho que pela manhã os pastores chamaram Cristão e Esperança para caminhar com eles nas montanhas. Saíram e caminharam um pouco, contemplando belas paisagens em todas as direções. E disseram os pastores entre si: Vamos mostrar a esses peregrinos algumas maravilhas?

         Resolvido isto, levaram-nos ao alto de uma montanha, cujo nome é cautela, e mandaram-nos olhar para longe. Quando fizeram isso, perceberam o que lhes pareceu ser vários homens Caminhando para cima e para baixo, entre os túmulos que lá havia. Perceberam também que os homens eram cegos, porque várias vezes tropeçavam nos túmulos e não conseguiam sair de lá. Cristão perguntou: O que significa isso?

         Os pastores responderam: Não viram, um pouco abaixo dessas montanhas, uma escada que conduzia a uma campina, do lado esquerdo desse caminho? Responderam: Sim. Disseram os pastores: Dessa escada sai uma trilha que leva diretamente ao Castelo da Dúvida, guardado pelo gigante Desespero. Esses homens vieram numa peregrinação, como vocês agora, até chegarem naquela escada. E, devido ao fato de que o caminho correto estava áspero naquele local, escolheram sair dele para aquela campina; lá foram apanhados pelo gigante Desespero e lançados no Castelo da Dúvida. Ali, depois de ficarem guardados na masmorra por um tempo, tiveram seus olhos vazados pelo gigante, que após isso os levou para aqueles túmulos, onde os deixou a vaguear até ao dia de hoje, para que neles se cumpram as palavras do sábio: O homem que se desvia do caminho do entendimento na congregação dos mortos repousará. Os peregrinos olharam um para o outro, com lágrimas nos olhos, porém nada disseram aos pastores.



Por pastores são revelados os segredos

Que de todas as pessoas

São conservados em oculto.

Venham aos pastores se quiserem ver

Revelados coisas profundas,

Ocultas e misteriosas.



         Quando estavam para sair, um dos pastores lhes deu um papel com instruções sobre o caminho. Outro avisou-lhes: Cuidado com o Adulador. O terceiro mandou que cuidassem para não dormir no terreno Encantado. E o quarto lhes desejou uma viagem abençoada, dizendo: Vão com Deus. Assim, acordei do meu sonho. 

Texto extraído do Livro O Peregrino de John Bunyan.










Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A DINÂMICA DA FÉ

CUIDADO A INVEJA DESTROI RELAÇÕES

Os sinais da frustração e da neurose.