Deus está nos detalhes

Por Joel Boa Sorte



 

          É bem familiar a expressão ’Deus está nos detalhes’ e isso se aplica seguramente às profecias catalogadas à vida de Jesus Cristo. No livro de Salmos, Deus prometeu que quando Jesus fosse crucificado e morresse na cruz, nenhum de seus ossos seria quebrado. Isso pode parecer um pequeno detalhe, mas com uma apreciação mais cuidadosa, descobrimos motivos por que essa promessa é tão expressiva.

        Jesus, segundo o evangelista João, é o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo! Ele foi o último Cordeiro Pascal, o sacrifício que nos livrou da escravidão do pecado e do julgamento de Deus.

        Lendo o Livro de Êxodo vemos que, quando Deus instituiu a Páscoa, Ele disse que os israelitas foram escolhidos para ser um cordeiro “sem defeito”. Jesus, também, era sem defeito.

        Outra exigência apresentada por Deus era que nenhum dos ossos do Cordeiro Pascal fosse quebrado. Na cruz, nenhum dos ossos de Jesus foi quebrado. O Salmo 34.20 nos diz que Deus impediu que isso acontecesse. Assim, em cada detalhe, Jesus cumpriu as qualificações de um Cordeiro Pascal, que novamente afirma que Ele era o Messias que Deus prometeu que enviaria.

        Aqui está também o significado: Foi Deus quem determinou o que aconteceria a Jesus na cruz, não o homem. No antigo Israel, de acordo com a lei cerimonial de Deus, a terra ficaria contaminada se um corpo permanecesse no madeiro durante a noite. Deuteronômio assim relata: “Se alguém houver pecado, passível de pena de morte, e tiver sido morto, e o pendurares num madeiro, o seu cadáver não permanecerá no madeiro durante a noite, mas, certamente, o enterras no mesmo dia; porquanto o que for pendurado no madeiro é maldito de Deus; assim, não contaminarás a terra que o Senhor, teu Deus, te dá em herança” (Dt 21.22,23).

        Veja quão paradoxal e monstruosa foi a atitude dos religiosos judeus: Era concebível um assassinato de um justo, no caso de Jesus, mas ficavam temerosos por desobedecerem a Deus, se o corpo do morto ficasse exposto ao relento depois que o sol se fosse.

      Os líderes religiosos que haviam condenado Jesus à morte estavam ansiosos que os soldados romanos removessem os corpos das três cruzes antes do pôr-do-sol. Então pediram que os soldados quebrassem as pernas dos três homens para que eles morressem rapidamente. A única maneira que uma pessoa podia permanecer viva na cruz era apoiando os pés em pequena tábua de madeira, colocada abaixo de seus pés, para que pudesse erguer o corpo o suficiente para respirar. Mas se as pernas fossem quebradas, e o corpo permanecesse curvado, para baixo, se tornaria impossível respirar, e então a morte viria em questão de minutos.

        Como a Bíblia afirma, os homens nos dois lados de Jesus tinham as pernas quebradas. Isso era feito usualmente com um pesado martelo, ultrapassando a tudo de mais no horror da crucificação.

        Mas quando os soldados se aproximaram de Jesus, seus olhos experientes viram que o Salvador estava morto. Ele havia rendido o Seu espírito (João 19.30). Agora, os soldados poderiam ter esmagado as pernas de Jesus somente para ser cruéis. Eles poderiam ter dito: “Vamos fazer isso para ter certeza”. Mas não fizeram, Deus controlou qualquer inclinação que pudessem ter em suas mentes. Deus prometera que nenhum osso de Jesus seria quebrado, e Ele alertou que isso haveria de acontecer na cruz.

     Percebemos, aqui, Deus no completo controle dos eventos humanos. Ele segurou as mãos dos soldados romanos – soldados que não eram crentes. De fato, cada detalhe da crucificação aconteceu exatamente da maneira que Deus prometeu que aconteceria. Até mesmo de modo inconsciente as situações cooperam com a vontade de Deus.

        Você sabe o que isso significa para todos nós? Nenhuma pessoa não crente pode fazer nada contra nós, a menos que, por alguma razão, Deus o permita. Não importa o que nos aconteça, Deus está no completo controle. Ninguém pode tirar esse controle que está nas mãos de Deus.

        Os planos de Deus sempre se moverão para a frente, de maneira ininterrupta. E isso inclui seus planos para você e para mim. Quando as coisas dão errado, podemos saber que Ele estará em ação, desviando os flechas. Disso podemos estar absolutamente certos.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A DINÂMICA DA FÉ

CUIDADO A INVEJA DESTROI RELAÇÕES

Os sinais da frustração e da neurose.