Entre a hipocrisia e o evangelho



Não faças de Cristo um Moisés, como se ele não fizesse outra coisa senão ensinar e dar exemplos, como se o evangelho fosse um livro de doutrina ou de leis. Deves entender as palavras, obras e sofrimentos de Cristo de duas maneiras.

Por um lado, como exemplo, que é apresentado a ti, o qual deves seguir, agindo da mesma forma. Mas isso é o de menos no evangelho. Só por isso ainda não se chamará de evangelho. Sua vida permanece como ele e não te ajuda em nada. Em suma, essa abordagem não faz um cristão, apenas cria hipócritas.

O ponto principal do evangelho, seu fundamento, é que antes de tomares Cristo como exemplo o acolhas e o reconheças como presente que foi dado a ti, pessoalmente, por Deus. Isto, sim, significa reconhecer corretamente o evangelho, ou seja, a bondade exuberante de Deus, a qual nenhum coração jamais pôde compreender o suficiente.

Esse é o grande ardor do amor de Deus para conosco. Disso o coração e a consciência se alegram, ficam seguros e tranquilos. Isso é pregar a fé cristã. Por isso tal pregação chama-se de evangelho, uma mensagem alegre, benfazeja e confortadora.

 

Martim Lutero.

 

Comentário:

Qual é a doutrina de sua igreja? Esta é uma pergunta frequente de muitas pessoas que conversam sobre religião neste enorme país. "Ah, na minha igreja não se pode beber, fumar, dançar, assistir televisão etc." A  resposta, que confunde doutrina com normas morais, também é muito comum.

Trata-se apenas de um entre muitos indícios de que, na prática, estamos longe de ter Cristo dando real sentido a nossas vidas. O Redentor, que dá sua vida por nós é a dádiva graciosa de Deus, vira legislador, que estabelece um código religioso de conduta baseado em sua biografia.

O evangelho esvazia-se, deixa de trazer alegria, consolo e passa a oprimir as consciências. Com isso deixa de ser evangelho, e a fé cristã acaba transmutada em mais uma religião do "não": não pode isso, não pode aquilo, e assim por diante.

Que grande paradoxo: quanto mais igrejas cristãs são abertas, tanto menos a fé cristã é pregada. (*)
"A religião que Deus, o nosso Pai aceita como pura e imaculada é esta: cuidar dos órfãos e das viúvas em suas dificuldades e não se deixar corromper pelo mundo. Tiago 1:27"
Oução esta canção com Leeland - Tears of de saints -

 

 

(*) Texto extraído  Martim Lutero, discípulo, testemunha, reformador: meditações de Ricardo Willy Rieth sobre textos de Martim Lutero/ - São Leopoldo: Sinodal 2007.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A DINÂMICA DA FÉ

Os sinais da frustração e da neurose.

CUIDADO A INVEJA DESTROI RELAÇÕES